Sexta, 08 Novembro 2019 06:29

Sindicato pode fornecer e recolher recadastramento de rebanho solicitado pela Adapar

Postado por 
Avalie este item
(0 votos)
Sindicato pode fornecer e recolher  recadastramento de rebanho solicitado pela Adapar Pedro Sarolli Assessoria de Imprensa Sindicato Rural de Cascavel

Medida é obrigatória para todos os produtores rurais do Estado. Prazo é até dia 30 deste mês

Produtores rurais do Paraná precisam cadastrar todos os rebanhos de animais que possuem em sua propriedade até o dia 30 de novembro. Todos os animais que transitam pelo Paraná, necessitando portanto da GTA (Guia de Trânsito Animal), precisam ter o cadastro atualizado até a data. A atualização do rebanho é um procedimento obrigatório, previsto no Decreto Estadual n.º 12.029/2014, e que era feito para o rebanho bovino e bubalino no período da vacinação da febre aftosa. O Sindicato Rural de Cascavel, além de poder realizar a GTA para seus associados, pode fornecer e receber o formulário de recadastramento do rebanho, facilitando assim a vida do produtor.

Com a suspensão da vacina (Instrução Normativa n.º 47), o processo semestral de atualização do rebanho continua para esses pecuaristas e se estende para outros produtores de animais.

“O procedimento deve ser feito por todos os produtores de animais com interesse econômico, independentemente de ter ou não bovino na propriedade”, afirmou o gerente de Saúde Animal e fiscal de Defesa Agropecuária da Adapar, Rafael Gonçalves Dias. “Se não tiver o cadastro atualizado, ele não conseguirá movimentar os animais”, acrescentou. Além disso, a legislação prevê penalidades, entre elas o pagamento de multa. Entre os animais que precisarão ser cadastrados estão bois, búfalos, cabras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas e peixes. De acordo com a Adapar, o objetivo é ter informações precisas de tudo o que existe de animal na unidade epidemiológica.

A atualização cadastral e do rebanho deve ser feita pelo produtor rural. Pode ser de forma online ou diretamente nas unidades locais da Adapar, sindicatos rurais autorizados ou em escritório de atendimento municipal.

Se for online, é preciso, primeiramente, cadastrar-se na Central de Segurança do Estado do Paraná. O próprio site da Adapar possibilita essa ação, clicando no banner Campanha de Atualização Cadastral. Deve-se escolher a opção Quero me Cadastrar, informar o CPF e nome, preencher os dados e criar login e senha. Caso a pessoa já esteja cadastrada na Central de Segurança do Estado, deve clicar no banner da campanha e acessar o caminho Já sou cadastrado.

Depois disso, é preciso preencher os espaços com o login e senha e clicar em Prosseguir. Na página que se abre, deve-se selecionar a propriedade que estiver com pendência de comprovação de rebanho, escolher a espécie e preencher com os dados pedidos. Em seguida, clicar em Comprovar. O último procedimento deve ser repetido para cada uma das espécies com pendência.

Se o proprietário preferir atualizar o cadastro de forma manual, precisará comparecer a um escritório da Adapar, sindicato rural ou unidade de atendimento municipal para pegar o formulário, que deve ser preenchido e entregue no mesmo local. O prazo para o cadastro será de 1.º a 30 de novembro de cada ano. O procedimento deverá ser repetido entre os dias 1.º e 31 de maio de cada ano.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Cascavel, Paulo Orso, o sindicato sempre está buscando maneiras de facilitar a vida do homem do campo. Além de agora oferecer o serviço de GTA, ele também dispõe dessa espécie de central de recebimento e fornecimento do formulário de recadastramento. "Sempre estamos em busca de facilitar a vida do nosso associado. É importante que eles não percam o prazo, pois há consequências. Com a conquista do status de área livre sem vacinação chegando, a responsabilidade de todos aumenta".


Pedro Sarolli
Assessoria de Imprensa Sindicato Rural de Cascavel