Dito Silva

Dito Silva

No Paraná, o Dia C – Dia de Cooperar contempla a participação de 166 cooperativas, com 124 iniciativas, em 63 municípios, 50.367 beneficiados e 5.973 voluntários em todo o Estado, segundo levantamento realizado pelo Sescoop/PR até a semana passada. A campanha é uma iniciativa de estímulo ao voluntariado promovida em âmbito nacional pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e que conta com a adesão de vários estados. Além das ações socioambientais promovidas ao longo do ano, no dia 1º de julho, cooperativistas vão ser reunir na capital e no interior do Paraná para comemorar o Dia Internacional do Cooperativismo e participar de uma grande ação do cooperativismo.
Desafio - O grande desafio do Dia C é estimular o desenvolvimento de projetos contínuos que possam gerar benefícios constantes para as comunidades. Para isto, o programa busca abraçar integralmente os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU), no intuito de alcançar as 169 metas e assim, tornar o mundo um lugar mais justo e menos desigual, até 2030.

Tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é um verdadeiro sonho para muita gente e um dos ritos de passagem para a fase adulta mais marcantes de toda a vida. E no Paraná, o percentual de candidatos que vem conseguindo sair dos exames do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) com um sorriso no rosto vem crescendo, tendo atingido um índice recorde em 2016.

Com relação aos exames teóricos, por exemplo, seis de cada dez candidatos conseguiram a aprovação na prova, com uma taxa de aprovação de 60,37% no ano passado. Em 2015, o índice havia sido de 57,21%. Já com relação ao teste prático, mais da metade dos candidatos (56,29%) conseguiu passar, enquanto no ano anterior a taxa havia sido um pouco menor (53,61%). De acordo com Farid Gelasco, coordenador de Habilitação do Detran-PR, desde 2011 os índices de aprovação têm registrado uma melhora no estado.
“Se for analisar todo o retrospecto, os índices de 2015 e 2016 foram os melhores, e muito por conta de todo o investimento do Governo do Estado, do próprio Detran, na qualidade dos examinadores e também dos próprios examinados, que atualmente contam com melhores estruturas e melhores instrutores nos Centros de Formação de Condutores”, aponta Gelasco.


Hoje, inclusive, o governador Beto Richa lança um novo aplicativo do Detran voltado para aqueles que irão fazer a primeira CNH. O app Primeira Habilitação deve atender os mais de 100 mil candidatos que passam pelo processo todos os anos no Estado e está disponível, de forma gratuita, para celulares, tablets e smartphones.
Com a ferramenta, os futuros motoristas poderão controlar cada etapa do processo e acompanhar o passo a passo desde a contratação do Centro de Formação de Condutores até a entrega da CNH aos aprovados. O lançamento acontecerá às 15 horas no Palácio Iguaçu, sede do governo estadual.
Reprovação — Na prova prática, o índice de reprovação é maior na baliza, e justamente por conta do nervosismo. “Isso tudo acontece frequentemente, e grande parte das vezes, na verdade, notamos que não é por falta de habilidade, mas por nervosismo”, finaliza.

Dicas para ir bem no exame prático

Durma cedo na noite anterior para estar com os reflexos “em dia”

Alimente-se adequadamente para que o preparo físico não atrapalhe no exame

Crie um roteiro com o que você deve fazer assim que entrar no carro: posicionar os espelhos, arrumar o banco colocar o cinto

Mantenha a tranquilidade e não tenha pressa. Você precisará apenas reproduzir o que já fez durante suas aulas na auto-escola

Use roupas e sapatos confortáveis

Antes do exame, dê uma volta (se possível com o veículo de sua auto-escola) pela região onde será feito a prova

No dia do exame, chegue com antecedência ao local indicado para evitar uma carga desnecessária de estresse

Mantenha-se concentrado durante as instruções do examinador

A Prefeitura de Quarto Centenário abre nesta terça-feira, 27, as inscrições para o concurso público que irá realizar para preencher 16 vagas em 9 cargos e formar cadastro de reserva para outros 7 cargos.
As inscrições deverão ser realizadas no período de 27 de junho a 18 de julho, exclusivamente através do portal www.exatuspr.com.br/.
Não haverá isenção da taxa de inscrição, que deve ser paga até o dia 19 de julho, sendo que os boletos devem ser gerados até o dia anterior.
As vagas oferecidas no concurso e os salários para cada cargo são os seguintes:
.
Ajudante Geral – (R$ 937,00) – 04 vagas
.
Assistente Administrativo – (R$ 1.592,33) - Cadastro de Reserva
.
Auxiliar de Serviços Gerais – (R$ 937,00) – 02 vagas
.
Cirurgião Dentista – (R$ 4.033,38) – 01 vaga
.
Educador Infantil (2.305,41) – 03 vagas
.
Eletricista (1.592,33) – Cadastro de Reserva
.
Fiscal Municipal – (R$ 1.384,62) – Cadastro de Reserva
.
Médico Clínico Geral - (R$ 6.134,30) – 01 vaga
.
Médico Gineco-Obstetra - (R$ 6.134,30) – 01 vaga
.
Motorista – (R$ 1.150,28) – 02 vagas
.
Nutricionista – (R$ 1.831,18) – Cadastro de Reserva
.
Operador de Máquinas – (R$ 1.384,62) – 01 vaga
.
Procurador Jurídico – (R$ 3.507,26) – 01 vaga
.
Professor – (R$ 1.152,70) – Cadastro de Reserva
.
Pedreiro – (R$ 1.592,33) – Cadastro de Reserva
.
Psicólogo (R$ 3.507,26) – Cadastro de Reserva

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira (26) uma denúncia contra o presidente Michel Temer e ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.
Além da condenação, Janot pede a perda do mandato de Temer, “principalmente por ter agido com violação de seus deveres para com o Estado e a sociedade”. É a primeira vez que um presidente da República é denunciado ao STF no exercício do mandato.
Com a denúncia, fica formalizada a acusação contra Temer, que será julgada pelo Supremo se Câmara dos Deputados autorizar (entenda mais abaixo). A assessoria da Presidência informou que o Palácio do Planalto não vai se manifestar. O G1 tentava contato com os advogados de Temer até a última atualização desta reportagem.
Em documento que acompanha a denúncia, Janot pede ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo, que o caso só seja enviado à Câmara depois que Temer e Rocha Loures apresentarem defesa prévia ao STF, o que deverá ocorrer num prazo de até 15 dias após serem notificados.
No mesmo inquérito que resultou na denúncia por corrupção passiva, o presidente também é investigado por obstrução de Justiça e participação em organização criminosa, mas, para estes casos, a PGR ainda não apresentou denúncia. Com a entrega do relatório final do inquérito da Polícia Federal nesta segunda-feira, a PGR terá o prazo legal de cinco dias para apresentar novas denúncias com base nas suspeitas em relação a esses dois crimes – esse prazo vencerá na próxima segunda-feira (3).
O crime de corrupção passiva é definido no Código Penal como o ato de "solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem", com pena de 2 a 12 anos de prisão e multa, em caso de condenação.

A C.Vale, o Núcleo Jovem da cooperativa, a Sicredi Vale do Piquiri, Cotriguaçu, Unimed, Cerpa e Uniprime promovem no próximo sábado, 1º de julho, na Praça Amadeo Piovesan, em Palotina, a partir das 9 horas da manhã, uma ação em comemoração ao Dia do Cooperativismo. A atividade faz parte do Dia C (Dia de Cooperar), desencadeado simultaneamente em todo o território nacional, com o objetivo de difundir o cooperativismo e a cultura da cooperação.
Com o tema “Atitudes Simples Movem o Mundo”, a campanha orientará a comunidade sobre os benefícios da utilização das plantas medicinais. “ Durante a ação estaremos esclarecendo dúvidas e ensinando o preparo de chás, além de degustação e distribuição de mudas de várias espécies de plantas que fazem muito bem para a nossa saúde.”
O evento também conta com o apoio de professores e alunos do Campus de Palotina, da Universidade Federal do Paraná.

 

Na tarde de hoje (26) a Vale Verde FM realizou o sorteio da promoção "Ouvinte Premiado". Durante vários dias urnas foram fixadas em Bragantina, Azaury, Encantado do Oeste, Nice, Silveirópólis e Terra Nova. Os ouvintes preencheram cupons e concorreram a vários prêmios. Breve a mesma promoção será realizada em Jesuítas.

Confira os ganhadores:
Cleonice Cardoso de Assis/Encantado do Oeste: uma cesta de chocolate
Antônio Costa Guedes/Encantado: um edredon
Eloir Dal Molin/Nice: bicicleta
Eliane Frebolin/Nice: kit de produtos alimentícios
Jean Pierre Valentino Araújo/ Bragantina: óculos feminino
Edson Carlos da Silva/Bragantina: um jogo de mesa
Isadora da Silva Alexandre/Azaury: R$100,00 em compras
Eliane da Silva Rocha/Silveirópolis: uma porta interna de Itaúba
Maria José da Silva/Terra Nova: uma sanduicheira

Apoio:
* Farmácia Mais Saúde agora ao lado da Bicho Bom em Assis
* Ótica e Relojoaria Bidoia
* Produtos Avestruz
* Móveis Romera
* Casa do Portal
* Dupla Bob e Robson
* Bramais Supermercado de Bragantina
* Casa dos Retalhos
* Terra Paraná

Agradecemos todos que recepcionaram as urnas:
Bragantina: Bramais Supermercado e Farma Flora
Engenheiro Azaury: Lanchonete e Mercearia Piveta
Terra Nova: Unidade Básica de Saúde e Bar e Lanchonete da Maria
Silveirópolis: Mercearia do Ditão e Colégio Estadual do Campo Tancredo Neves
Encantado do Oeste: Loja da Família e Mercado Encantado
Nice: Lanchonete Moreira e Mercado Moreira

 

O presidente Michel Temer mandou enterrar a ideia de usar os recursos do FGTS para pagar o seguro desemprego. Estudada pela área econômica, a medida previa a retenção de parte do saldo da conta vinculada ao FGTS e da multa de 40% nas demissões em justa causa. A decisão do presidente foi comunicada neste domingo ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante reunião no Palácio da Alvorada, com outros seis ministros, líderes do governo na Câmara dos Deputados e Rodrigo Maia, presidente da Câmara.

Na prática, a proposta alterava a sistemática de saque do FGTS - que hoje integral e autorizado numa única vez nas demissões sem justa causa. O saque passaria a ser parcelado em três vezes, em valores equivalentes ao último salário do trabalhador. O objetivo era economizar com o pagamento do seguro desemprego. Se depois de três meses o trabalhador não conseguisse outra colocação daria entrada no pedido do benefício.

O município de Nova Aurora, através do Deputado Adelino Ribeiro e com a sansão na última semana do Governador Beto Richa, conquistou o título de Capital Paranaense da Tilápia. A Lei 19042/2017 , assinada em 12 de junho pelo governador Carlos Alberto Richa (Beto Richa) concede o título de Capital Paranaense da Tilápia ao município de Nova Aurora, para fins de identidade para a captação de recursos e investimentos à piscicultura e ao agronegócio. "Sem dúvida é um grande momento para Nova Aurora, afinal, comemoramos esse ano 50 anos de município e esse título só vem a fomentar ainda mais a importância que o município tem ao agronegócio paranaense e nacional. Agradecemos ao Deputado Adelino Ribeiro, proponente, dessa Lei, à todos os deputados que votaram favoravelmente e ainda ao Governador Beto Richa que sancionou a Lei. Com esse título, Nova Aurora ganha mais expressividade na captação de recursos é como se tivéssemos ganhando um diploma, que não ficará guardado em gaveta alguma", afirmou enfático o prefeito Pedro Leandro Neto. "Nossa meta agora é conseguir o título de Capital Nacional da Tilápia. Já enviamos o projeto ao deputado federal Frangão para que o mesmo consigo junto à Nação o título", afirmou o prefeito.
Para se ter uma ideia, são mais de 9 milhões de cabeças de tilápia comercializadas e encaminhadas aos frigoríficos da região. Ao todo o município produz ainda 32 milhões de levinos. "São números que nos qualificam ao título pela sua grandiosidade", disse o prefeito.

Mais de 1.500 atletas e dirigentes estiveram em ação no sábado (24) na sexta e penúltima regional da Copa Coamo de Cooperados Futebol Suíço – 2017 nos campos de Cândido de Abreu, Manoel Ribas, Pitanga, Palmital e Boa Ventura de São Roque. Os cooperados de Reserva jogaram pela regional Cândido de Abreu.

Entraram em campo um total de 97 times na etapa Centro, que contabiliza o maior de equipes e cooperados entre todas as setes programadas.

Organização - “Foi uma regional tranquila e a exemplo das anteriores bem-sucedida com grande participação da família cooperada. Observamos com alegria o trabalho dos voluntários que são exemplos e motivo de orgulho. Os cooperados estavam felizes e vibrando com a Copa Coamo, que é um grande sucesso desde a sua criação em 1993”, avalia o coordenador geral da Copa Coamo, professor Paulo Gilmar Fuzeto.

Campeões – A regional Centro conheceu seus cinco campeões no sábado, 24, classificados para a grande final dia 29 de julho em Campo Mourão. Em Cândido de Abreu, a equipe Os Amigos venceu na final os Unidos de Reserva por 2 x 0. O Castelo “B” venceu nos pênaltis o Castelo “A” por 4x3 após empate no tempo normal e será o representante de Manoel Ribas na fase final. Em Pitanga, o campeão foi o UTI- Amigos do Viquinho após derrotar na final o União Agrícola por 1x0. O União Bandeirante “A” é o time campeão da etapa de Boa Ventura de São Roque, com a vitória por 2x0 sobre a Linha Forekevicz. E em Palmital, o União Agrícola de Santa Maria do Oeste foi campeão ao vencer na final o Novo Horizonte
por 2x0.

Números – Segundo a coordenação técnica, na regional Centro da Copa Coamo de Cooperados – Futebol Suíço foram marcados 237 gols em 118 jogos e a disciplina também foi destaque com 67 cartões entre amarelos e azuis.

Sede – A próxima etapa da Copa Coamo será a regional Sede, a última a ser disputada entre as sete programadas para 2017. A Sede terá jogos nas etapas de Campo Mourão, Araruna, Peabiru e Luiziana e apontará os quatro campeões que se juntarão aos outros

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) firmaram um contrato de gestão para o Cadastro Ambiental Rural do Estado. A parceria atende às exigências da Lei de Proteção da Vegetação Nativa - Lei Federal nº 12.651 de 25 de maio de 2012 - que disciplina a gestão ambiental do território nacional.

O objetivo é criar um mapa digital das propriedades existentes no território paranaense. Serão delimitadas as áreas rurais consolidadas para uso em agricultura e pecuária, de preservação permanente, reserva legal, remanescentes de vegetação nativa, interesse social e utilidade pública.

"Esta parceria com o IAP para geração de informações geoespaciais em base tecnológica contribuirá para a preservação e a recuperação dos recursos naturais, resultando em melhoria da qualidade do meio ambiente", assinala o diretor-presidente do Simepar, Eduardo Alvim Leite.

Além de subsidiar o planejamento ambiental e econômico do uso, ocupação e regularização dos imóveis rurais, o cadastramento é pré-requisito para que proprietários tenham acesso a benefícios como crédito agrícola, linhas de financiamento, suspensão de sanções e isenções fiscais.

PRAZO - Até 30 de dezembro deste ano, os proprietários rurais devem declarar as áreas por iniciativa própria em uma plataforma web, inserindo um desenho sobre a imagem de satélite. Os dados são analisados e checados com a realidade de campo seguindo o método estabelecido pelo Ministério do Meio Ambiente e pelo Serviço Florestal Brasileiro.

Se forem detectadas inconformidades, será emitido um comunicado para que o proprietário faça sua adesão ao programa de regularização. A aprovação final compete ao IAP.

O cadastro é dinâmico e pode ser continuamente atualizado. Por meio de uma central de relacionamento disponível em www.car.gov.br, o proprietário rural pode consultar a situação: ativo, pendente ou cancelado. Até 31 de maio já haviam sido cadastradas 371.647 imóveis, correspondendo a 99% do total de propriedades rurais no Paraná.

INTELIGÊNCIA - Para cumprir a obrigação legal, o IAP promoveu cursos de capacitação e desenvolveu um roteiro metodológico. Segundo a diretora de Restauração e Monitoramento Ambiental do órgão, Mariese Cargnin Muchailh, o Simepar foi escolhido como parceiro pela sua tecnologia, agilidade e confiabilidade. Os recursos da ordem de R$ 3,2 milhões provêm do Tesouro do Estado.

Para executar o projeto, o Simepar montou um Centro Integrado de Monitoramento, Vigilância e Alerta Ambiental composto por oito telas de 55 polegadas dispostas em forma de wallscreen na sede do órgão no Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba.

Um grupo de inteligência constituído por oito profissionais com formação em ciências ambientais e geoprocessamento será responsável pela análise dos dados cadastrais rurais e pela elaboração das bases cartográficas complementares, incluindo topografia e hidrografia.

Serão utilizadas imagens de satélites e sensoriamento remoto geradas ao longo do tempo por meio das tecnologias Alos, WorldView, Landsat, Sentinel e RapidEye, formando um conjunto de dados integrados e compatibilizados. Os mapas de uso e cobertura da Terra passarão por verificação de inconsistências de topologia em campo.

INCÊNDIOS E DESASTRES - A estrutura também atenderá ao Sistema Paranaense de Informações para a Gestão dos Riscos de Desastres Naturais (SIGRisco) e à Redesastre, ambos voltados à previsão da iminência de eventos ambientais severos com potencial destrutivo. Dois pesquisadores bolsistas do Simepar estão desenvolvendo metodologias para determinação de chuvas críticas.

A tecnologia deverá ser empregada ainda no monitoramento de riscos de incêndios nas áreas de influência das linhas de transmissão de energia elétrica. Focos de calor poderão ser detectados a partir de imagens em alta resolução obtidas por satélites que orbitam a Terra, atualizadas duas vezes ao dia, além de outras fontes de dados.

O Simepar estará apto a emitir alertas sobre a severidade de ocorrência e propagação de incêndios que possam interferir nas linhas de transmissão. O projeto foi apresentado ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

As bases de dados poderão servir ao Sistema de Monitoramento Ambiental e de Recursos Florestais (Smartflor) e ao Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) que integram a gestão da cadeia produtiva florestal do país.

Pagina 1 de 915