Dito Silva

Dito Silva

 

A volta de surtos de sarampo em algumas regiões brasileiras e a queda nos índices de cobertura da vacinação em diversas cidades colocou autoridades sanitárias de todo país em alerta. Tanto que, até 31 de agosto, acontece campanha nacional de vacinação contra a doença para crianças de até 5 anos. A mobilização também inclui a vacina da poliomielite e tem destaque neste sábado (18), data definida como “Dia D”, quando perto de 36 mil unidades de vacinação estarão abertas em todo o país.

Direito das crianças, dever das famílias
Nesse contexto, o Ministério Público do Paraná, por meio das áreas de Saúde e da Criança e do Adolescente, destaca a importância da sensibilização dos pais e responsáveis para a importância da vacinação. “Percebemos nos últimos anos esse crescente desinteresse pela vacinação, uma postura de ‘não existe mais essa doença, não precisa vacinar’. Essa conduta coloca não apenas a criança, individualmente, em risco, mas toda a população”, destaca a promotora de Justiça Caroline Chiamulera, que atua no Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção à Saúde Pública. “Também observamos uma relação entre a cobertura vacinal e os índices de mortalidade infantil. Quanto menor a vacinação, maior a taxa de óbitos”, pontua a promotora.
Para além da questão de saúde, a promotora de Justiça Luciana Linero, do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Criança, do Adolescente e da Educação, do MPPR, reforça que a vacinação é um direito da criança, garantido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, entre outros expedientes legais, e um dever dos pais. “Os pais ou responsáveis são obrigados a levarem os filhos para vacinar, conforme indicado pelo calendário nacional de vacinação. O descumprimento disso pode indicar violação de dever inerente ao poder familiar”, afirma Luciana.
Por conta da questão do sarampo, o Caop da Criança e do Adolescente expediu ofício a todos os promotores de Justiça do Estado reforçando a importância de mobilizar as redes de proteção à infância e à juventude em suas comarcas para que fomentem a participação de toda comunidade na campanha de vacinação. “Propomos que cobrem a apresentação das carteirinhas das crianças nas escolas e unidades de saúde, para que sejam atualizadas, e que façam a orientação das famílias sobre a necessidade da vacinação”, diz Luciana. Ela destaca que uma situação de recusa deliberada em se fazer a vacinação das crianças pode ser noticiada ao Conselho Tutelar ou ao Ministério Público e os pais podem responder judicialmente por isso. “Casos extremos podem indicar até a destituição do poder familiar. Também existe a possibilidade de responsabilização criminal, pois, para além do direito individual da criança, a observância do calendário de vacinação está atrelada a uma estratégia nacional de saúde pública, que afeta toda a população”, reforça a promotora.
Informação x Pânico
Para evitar uma corrida generalizada pela vacina, situação que vem sendo estimulada por correntes de boatos no WhatsApp e outras redes sociais, a Sesa e o Ministério da Saúde destacam que o público-alvo da campanha de vacinação são as crianças com mais de 12 meses e menos de 5 anos, que correm risco de serem infectadas caso não estejam vacinadas adequadamente. Fora dessa faixa, apenas pessoas que têm certeza que não foram vacinadas devem buscar a imunização, e, ainda assim, somente adultos de até 49 anos. A intenção do governo federal é garantir que 11,2 milhões de crianças sejam vacinadas.
A promotora de Justiça Caroline Chiamulera reforça que, no caso de crianças com mais de 5 anos, os pais devem buscar as unidades de saúde para verificar se as carteirinhas de vacinação estão atualizadas. “Às vezes foi feita apenas uma dose da vacina tríplice, por exemplo, e falta a segunda. É importante garantir que tudo esteja em dia, não custa verificar isso com a unidade de saúde”, afirma. Ela destaca que, embora a campanha seja somente direcionada ao público infantil, adultos também têm direito a se vacinar, caso ainda não tenham sido imunizados. “Orientamos que busquem os postos de saúde, tirem suas dúvidas. Caso tenham alguma dificuldade com a vacina, podem procurar a Ouvidoria do Sistema Único de Saúde ou mesmo o Ministério Público”, diz.
Certificação
Há poucos anos, em 2016, o Brasil havia recebido da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. Para garantir que a certificação internacional seja mantida o país deve interromper a transmissão dos surtos e impedir que se estabeleça a transmissão sustentada, ou seja, quando a doença passa facilmente de pessoa para pessoa. Para ser considerada presente a transmissão sustentada é preciso a ocorrência do mesmo surto por mais de 12 meses. Quanto à poliomielite, o Brasil está livre de surtos desde 1990 e certificado pela Opas em 1994 como Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem.

Saiba mais
Para saber mais sobre o sarampo, confira aqui informações do Ministério da Saúde sobre sintomas, tratamento e formas de contágio da doença e aqui sobre o esquema de vacinação do governo federal. Para mais detalhes da Campanha Nacional de Vacinação no Paraná, confira aqui matéria da Sesa.

 

 

O prefeito Pedro Leandro Neto e o vice Paulo Rodrigues Bessani estiveram na quinta-feira (16) participando da assembleia descentralizada da AMOP em Foz do Iguaçu, que aconteceu no Refúgio Biológico de Itaipu Binacional. Além dos prefeitos da Associação esteve prestigiando ainda a assembleia o ministro da secretaria Geral de Governo, Carlos Marun e o diretor brasileiro da Itaipu, Marcos Stamm.

Marun explanou aos prefeitos sobre as principais ações do governo federal em favor do municipalismo, destacando o aumento nos repasses de royalties para municípios alagados, o teto de gastos públicos, a reforma trabalhista e outras.
O ministro anunciou também que estão avançadas as negociações com o Governo do Paraguai para a construção da segunda ponte ligando os dois países em Foz do Iguaçu, esta que é uma antiga bandeira de luta da entidade municipalista oestina, obra avaliada em R$ 250 milhões.

Aquisição de equipamentos

Na oportunidade houve a assinatura de 80 convênios no valor de R$ 20 milhões aos municípios associados junto à Caixa Econômica Federal, explanação sobre o programa Cidades Sustentáveis, explanação do Sebrae sobre missão internacional e outros assuntos. O prefeito Pedro assinou o convênio no valor de R$186.100,00 para aquisição de uma plaina agrária niveladora de arrasto nova; carreta agrícola nova e plantadeira adubadeira pantográfica nova. “ Ficamos felizes com o repasse desses recursos por parte do Governo Federal, pois estaremos investindo esses equipamentos juntos aos produtores de nosso município. Um pedido ainda do ex vereador Reginaldo Bugliane e que agora estará a disposição da comunidade”, destacou o prefeito.

 

 

Ciclo novo, novas caras. O técnico Tite fez jus à expectativa de novidades na seleção brasileira e divulgou a primeira convocação depois da Copa do Mundo na manhã desta sexta-feira, para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, com jovens jogadores e nomes que não vinham aparecendo nas últimas listas, alguns inéditos. Dentre os quais Lucas Paquetá, Hugo, Dedé, Felipe, Fabinho, Andreas Pereira e Everton.
A seleção brasileira enfrenta Estados Unidos e El Salvador nos dias 7 e 11 de setembro, respectivamente. Ambos os jogos serão realizados nos EUA, em Nova Jersey e Washington, respectivamente.
Ao lado de Edu Gaspar, coordenador de seleções da CBF, Tite anunciou a convocação na sede da entidade na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Antes da lista, no entanto, ficaram definidos dois pontos importantes:
• O goleiro Ederson, do Manchester City, seria convocado, mas ficou fora por "motivos pessoais".
• Para não prejudicar no Brasileiro e nas semifinais da Copa do Brasil, apenas um titular por clube brasileiro foi convocado.
- Procurei ser o mais justo possível. Minha responsabilidade é com a Seleção, mas também tenho que olhar o outro lado. Tentei equilibrar isso chamando apenas um de cada grupo. Eu tenho que dar a oportunidade aos atletas que merecem isso. Colocamos esse critério. Talvez forçar a convocação de um atleta do Palmeiras deixasse tudo igual, mas não quis deixar de dar a oportunidade ao Fred, por exemplo - explicou.
- Procuro ser educado e ético, mas não politicamente correto. Eu começo a olhar por essa ótica. O Fabinho tem seis Champions. É a oportunidade. Dedé arrebentou em dois jogos, está em um ótimo momento. Arthur, por si só, havia sido convocado, retoma um padrão para dar continuidade. O Andreas foi muito utilizado na base, tem dupla cidadania. Ele belga, os pais brasileiros. Jogando no United em alto nível. É o momento para a oportunidade - completou ele.
O Flamengo teve dois jogadores na lista. É que Hugo, de 19 anos, titular dos juniores da equipe rubro-negra, e sua convocação, no entendimento da comissão técnica da Seleção, não causará prejuízo à equipe carioca. Os outros brasileiros que vão ceder jogadores são Cruzeiro (Dedé), Corinthians (Fagner), Fluminense (Pedro) e Grêmio (Everton).
O Palmeiras foi o único semifinalista da Copa do Brasil sem representante na lista. Flamengo, Cruzeiro e Corinthians dificilmente terão seus respectivos jogadores no primeiro jogo, marcado para 12 de setembro, dia seguinte aos amistoso contra El Salvador em Washington.
Outra grande novidade é a presença de Andreas Pereira. Filho de brasileiros, mas nascido na Bélgica, o volante de 22 anos do Manchester United jamais havia sido convocado por ambas as seleções principais.
Os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador fazem parte da preparação para a Copa América no Brasil, que acontece nos meses de junho e julho do ano que vem. As próximas convocações já tem data para acontecer: dias 21 de setembro e 26 de outubro.
Confira a lista:
• Goleiros: Alisson (Liverpool), Hugo (Flamengo), Neto (Valencia).
• Defensores: Alex Sandro (Juventus), Dedé (Cruzeiro), Fabinho (Liverpool), Fagner (Corinthians), Felipe (Porto), Filipe Luís (Atlético de Madrid), Marquinhos (PSG), Thiago Silva (PSG).
• Meio-campistas: Andreas Pereira (Manchester United), Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fred (Manchester United), Lucas Paquetá (Flamengo), Philippe Coutinho (Barcelona), Renato Augusto (Beijing Guoan).
• Atacantes: Douglas Costa (Juventus), Everton (Grêmio), Roberto Firmino (Liverpool), Neymar (PSG), Pedro (Fluminense), Willian (Chelsea).

 

 

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) informa que a PR-239 e a PR-317 estão inseridas em um lote do Programa Estadual de Recuperação e Conservação de Estradas (PERC II). Com investimentos de R$ 32,6 milhões, 192,54 quilômetros de estradas da região serão beneficiados.
Estão previstos serviços de conservação rotineira do pavimento como reparos superficiais e remendos profundos, além da recuperação dos segmentos mais degradados. Os trabalhos serão realizados de forma contínua ao longo de 36 meses.

 

A volta de surtos de sarampo em algumas regiões brasileiras e a queda nos índices de cobertura da vacinação em diversas cidades colocou autoridades sanitárias de todo país em alerta. Tanto que, até 31 de agosto, acontece campanha nacional de vacinação contra a doença para crianças de até 5 anos. A mobilização também inclui a vacina da poliomielite e tem destaque neste sábado (18), data definida como “Dia D”, quando perto de 36 mil unidades de vacinação estarão abertas em todo o país.

Direito das crianças, dever das famílias
Nesse contexto, o Ministério Público do Paraná, por meio das áreas de Saúde e da Criança e do Adolescente, destaca a importância da sensibilização dos pais e responsáveis para a importância da vacinação. “Percebemos nos últimos anos esse crescente desinteresse pela vacinação, uma postura de ‘não existe mais essa doença, não precisa vacinar’. Essa conduta coloca não apenas a criança, individualmente, em risco, mas toda a população”, destaca a promotora de Justiça Caroline Chiamulera, que atua no Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção à Saúde Pública. “Também observamos uma relação entre a cobertura vacinal e os índices de mortalidade infantil. Quanto menor a vacinação, maior a taxa de óbitos”, pontua a promotora.
Para além da questão de saúde, a promotora de Justiça Luciana Linero, do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Criança, do Adolescente e da Educação, do MPPR, reforça que a vacinação é um direito da criança, garantido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, entre outros expedientes legais, e um dever dos pais. “Os pais ou responsáveis são obrigados a levarem os filhos para vacinar, conforme indicado pelo calendário nacional de vacinação. O descumprimento disso pode indicar violação de dever inerente ao poder familiar”, afirma Luciana.
Por conta da questão do sarampo, o Caop da Criança e do Adolescente expediu ofício a todos os promotores de Justiça do Estado reforçando a importância de mobilizar as redes de proteção à infância e à juventude em suas comarcas para que fomentem a participação de toda comunidade na campanha de vacinação. “Propomos que cobrem a apresentação das carteirinhas das crianças nas escolas e unidades de saúde, para que sejam atualizadas, e que façam a orientação das famílias sobre a necessidade da vacinação”, diz Luciana. Ela destaca que uma situação de recusa deliberada em se fazer a vacinação das crianças pode ser noticiada ao Conselho Tutelar ou ao Ministério Público e os pais podem responder judicialmente por isso. “Casos extremos podem indicar até a destituição do poder familiar. Também existe a possibilidade de responsabilização criminal, pois, para além do direito individual da criança, a observância do calendário de vacinação está atrelada a uma estratégia nacional de saúde pública, que afeta toda a população”, reforça a promotora.
Informação x Pânico
Para evitar uma corrida generalizada pela vacina, situação que vem sendo estimulada por correntes de boatos no WhatsApp e outras redes sociais, a Sesa e o Ministério da Saúde destacam que o público-alvo da campanha de vacinação são as crianças com mais de 12 meses e menos de 5 anos, que correm risco de serem infectadas caso não estejam vacinadas adequadamente. Fora dessa faixa, apenas pessoas que têm certeza que não foram vacinadas devem buscar a imunização, e, ainda assim, somente adultos de até 49 anos. A intenção do governo federal é garantir que 11,2 milhões de crianças sejam vacinadas.
A promotora de Justiça Caroline Chiamulera reforça que, no caso de crianças com mais de 5 anos, os pais devem buscar as unidades de saúde para verificar se as carteirinhas de vacinação estão atualizadas. “Às vezes foi feita apenas uma dose da vacina tríplice, por exemplo, e falta a segunda. É importante garantir que tudo esteja em dia, não custa verificar isso com a unidade de saúde”, afirma. Ela destaca que, embora a campanha seja somente direcionada ao público infantil, adultos também têm direito a se vacinar, caso ainda não tenham sido imunizados. “Orientamos que busquem os postos de saúde, tirem suas dúvidas. Caso tenham alguma dificuldade com a vacina, podem procurar a Ouvidoria do Sistema Único de Saúde ou mesmo o Ministério Público”, diz.
Certificação
Há poucos anos, em 2016, o Brasil havia recebido da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo. Para garantir que a certificação internacional seja mantida o país deve interromper a transmissão dos surtos e impedir que se estabeleça a transmissão sustentada, ou seja, quando a doença passa facilmente de pessoa para pessoa. Para ser considerada presente a transmissão sustentada é preciso a ocorrência do mesmo surto por mais de 12 meses. Quanto à poliomielite, o Brasil está livre de surtos desde 1990 e certificado pela Opas em 1994 como Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem.

Saiba mais
Para saber mais sobre o sarampo, confira aqui informações do Ministério da Saúde sobre sintomas, tratamento e formas de contágio da doença e aqui sobre o esquema de vacinação do governo federal. Para mais detalhes da Campanha Nacional de Vacinação no Paraná, confira aqui matéria da Sesa.

 

Sexta, 17 Agosto 2018 06:11

Mega-Sena acumula em R$23 milhões

 

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.069 da Mega-Sena, realizado na noite desta quinta (16) no município de Coribe, na Bahia. O prêmio acumulou.
Veja as dezenas sorteadas: 03 - 17 - 34 - 35 - 40 - 48.
A quina teve 48 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 30.930,59. A quadra teve 3.638 apostas vencedoras; cada uma ganhará R$ 583.
Excepcionalmente, serão três concursos nesta semana, como parte da "Mega Semana dos Pais": o primeiro foi na terça (14); o último será no sábado (18) --neste, o prêmio é estimado em R$ 23 milhões. Normalmente, os sorteios ocorrem às quartas e sábados.
Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.
Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

 

 

Acadêmicos de Biomedicina da Faculdade UNIMEO - CTESOP de Assis Chateaubriand, acompanhados pelo Professor Fernando Yassuo Sato, realizaram Visita Técnica à Prati Donaduzzi.
Acadêmicos e Professor foram recepcionados com café da manhã e, no auditório da empresa, puderam conhecer a história da indústria e famílias Prati e Donaduzzi. “Conhecemos todas as áreas de pesquisas e produção de medicamentos da Prati. Fomos muito bem recebidos, sanaram nossas dúvidas, deram oportunidades para que nossos acadêmicos questionassem e se interessassem ainda mais pela área. Agradecemos à receptividade da Prati e a todos que nos atenderam”, conclui o Professor Fernando. A visita foi encerrada com almoço no refeitório da Indústria.

 

 

O litro da gasolina nas refinarias passará a custar R$ 1,9810 a partir desta sexta-feira (17), um aumento de 0,5% em relação ao preço de R$ 1,9711 cobrado hoje. O reajuste consta da página da Petrobras na internet e indica que o preço do óleo diesel, congelado até o 1º de dezembro, como parte do acordo que levou ao término da greve dos caminhoneiros, continuará em R$ 2,0316, embutindo a subvenção concedida pelo governo quando das negociações com os grevistas.
Este é o quarto aumento consecutivo concedido pela estatal para o preço médio da gasolina nas refinarias, antes, portanto, da incidência de impostos e das margens de comercialização dos revendedores. No último dia 10, o preço do litro da gasolina nas refinarias estava em R$ 1,9002.
O anúncio do novo aumento acontece um dia depois de a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) ter divulgado a aprovação da minuta de resolução sobre transparência na formação de preço dos combustíveis, biocombustíveis e gás natural para os órgãos públicos e para o público geral.
A minuta
A minuta entrará em consulta pública por 30 dias, a partir de sua publicação no Diário Oficial, e será seguida de audiência pública, para ouvir a sociedade.
A iniciativa da ANP tem como objetivo “ampliar a transparência na formação dos preços de derivados de petróleo e gás natural, para proteger os interesses dos consumidores e promover a livre concorrência”.
Segunda nota divulgada pela agência reguladora, os trabalhos foram conduzidos em continuidade aos resultados da Tomada Pública de Contribuições (TPC), realizada pela ANP de 11 de junho a 2 de julho, que demonstrou que deveriam ser aprofundados “estudos visando a elaboração de resolução estabelecendo mecanismos de aumento da transparência na formação dos preços dos combustíveis”.
A minuta de resolução, informações sobre a consulta e a audiência pública, bem como os procedimentos para participação, estarão disponíveis em breve na página da Consulta e Audiência Pública.
Entre as principais medidas propostas na minuta de resolução estão a obrigatoriedade a todos os produtores e importadores de derivados de petróleo e biocombustíveis de informar para a ANP o preço e todos os componentes da fórmula de preço, por produto e ponto de entrega, sempre que houver reajuste e/ou alteração de parâmetros da fórmula; a determinação para que os produtores e importadores que detêm uma participação de mercado maior que 20% em uma macrorregião política do país, deverão publicar, em seu próprio site na internet, a fórmula utilizada para precificação do produto correspondente, bem como o preço resultante, para cada um dos produtos à venda, em cada ponto de entrega.
“As informações deverão ser publicadas somente no ato do reajuste do preço ou da alteração dos parâmetros da fórmula. A ANP publicará as mesmas informações em seu portal na internet”.

Nielmar de Oliveira - Agência Brasil

 

 

Mais de 23 mil candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal, estadual e distrital vão disputar os votos de 147,3 milhões de eleitores brasileiros, segundo dados disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Encerrado o prazo para registrar as candidaturas, 13 nomes se apresentaram para disputar o Palácio do Planalto em outubro.
Para governador, segundo a última atualização do Sistema de Divulgação de Candidaturas e de Prestação de Contas, 171 candidatos pediram registro. Desses, 17 disputam a reeleição. O PSOL foi o partido que lançou o maior número de candidatos a governador, seguido do PSTU e do PT.
O TSE contabiliza até agora 6.982 candidatos para disputar as 513 vagas de deputado federal. Para deputado estadual e distrital, são 15.605 concorrentes a 1.059 vagas nas assembleias legislativas e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Mais 295 concorrem a 54 cadeiras no Senado.
Considerando o total de 23.812 candidatos a todos os cargos em disputa nas eleições de outubro, o PSL foi o partido que apresentou o maior número de concorrentes (1.259), seguido do PSOL (1.201), do PT (1.075) e do MDB (1.009). Desse contingente, 30,6% são mulheres, cumprindo a meta prevista na legislação.
Quase a metade dos candidatos têm ensino superior e 55% são casados. A maioria tem entre 35 e 59 anos de idade, mas há 50 candidatos na faixa de 80 a 84 anos.
O total de candidatos em 2018 é menor que o registrado em 2014 (26.162). Os dados podem sofrer ajustes conforme a Justiça Eleitoral vá julgando os pedidos de registro.

 

 

O evento mais tradicional de Tupãssi será realizado nesse sábado (18) e abre as comemorações dos 35 anos do município.

Desde o final da década de 80 o concurso Miss Tupãssi escolhe as representantes da beleza da cidade e a tradição está sendo mantida até hoje. E este ano promete ser bastante disputado, com sete candidatas pleiteando o título.

A escolha da Miss Tupãssi 2018 também terá um baile após o concurso, com animação da Banda Savana. O evento começa a partir das 22h30min.

Mesas e ingressos ainda estão disponíveis na Prefeitura.

O valor da mesa é de R$ 160, com quatro lugares. O ingresso individual custa R$ 35.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (44) 3544-8012.

ENTRADA DE MENORES

Adolescentes de 16 a 18 anos incompletos podem participar do evento, desde que estejam acompanhados dos pais ou responsáveis – ou também com uma autorização por escrito do responsável legal, que autoriza entrada junto com outra pessoa maior de idade.

Já os menores de 16 anos, só podem entrar no evento acompanhados do pai ou responsável legal.

Será proibida a venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos. O Conselho Tutelar deverá acompanhar o evento.

 

 

Pagina 1 de 196