Gilmar Bosquette

Gilmar Bosquette

Após um período de negociações que durou três semanas, Tite e CBF entraram num acordo, e o técnico aceitou continuar no comando da Seleção Brasileira. 
Pelo novo contrato, Tite treinará o Brasil até o fim da Copa do Mundo de 2022, no Qatar.

 
Desde a eliminação do Brasil na Copa da Rússia, CBF e o treinador vinham discutindo uma renovação. Apesar da queda nas quartas-de-final, o futuro presidente da entidade, Rogério Caboclo,e a diretoria avaliaram o trabalho como positivo –a alta popularidade de Tite e o consenso da opinião pública de que ele deveria continuar também pesaram a favor dele. 
Tite também mostrou vontade de permanecer desde o início das negociações.

No entanto, o treinador não deverá ter toda a liberdade que teve para trabalhar como tinha nos úitimos dois anos. As avaliações e cobranças da CBF deverão ser masi constantes. 

O primeiro grande desafio será a Copa América do ano que vem. Disputada em casa, o Brasil terá a pressão de vencer o torneio, sobretudo porque nas últimas edições a Seleção tem colecionado fracassos seguidos com eleiminações precoces.

O trabalho de Tite no novo ciclo, no entanto, começa imediatamente. Em agosto ele já fará a primeira convocação, pois o Brasil enfrentará os EUA em setembro, em território americano.

Nos primeiros dois anos sob o comando de Tite o Brasil acumula 20 vitórias, dois empates e duas derrotas.

 

Fonte: O destake futebol

Nesta sexta-feira (27), haverá o mais longo eclipse lunar do século. Será 1h42 de fase total, ou seja, o satélite ficará inteiro "escurinho",  acompanhado de um fenômeno chamado "Lua de sangue". Esse fenômeno, que dá à Lua um tom avermelhado. No eclipse, Sol, Terra e Lua ficarão alinhados, e a Terra bloqueará a passagem dos raios solares até o satélite. A forma como as cores são "desviadas" ao passar pela atmosfera e a posição dos astros criarão o tom vermelho da Lua de Sangue.

Na região de Curitiba, a previsão é de que a lua apareça a partir das 17h47. Resta saber se o céu da região estará limpo, para que os interessados possam apreciar o fenômeno lunar.

Para entender a "Lua de sangue" é importante saber como os raios solares se comportam na atmosfera. A luz solar é a soma de todas as cores. Quando essa luz chega na camada de ar da Terra, cada cor se espalha de uma forma. Vale lembrar da sequência de cores do arco-íris: violeta,anil, azul, verde, amarelo, laranja e vermelho.  As cores da luz do Sol são afetadas de maneira diferente. A luz mais azul é muito mais afetada, mais espalhada à medida que vai passando.

Por isso, da Terra o céu é azul. A cor azul se "espalhou" por toda a atmosfera. A percepção dos olhos também influencia. Há mais facilidade para perceber o azul e o verde. Por isso, o céu é azul para nós. Nesse caso, tem a ver com a nossa fisiologia também.

O eclipse no Brasil
O eclipse começa às 16h30, mas a Lua não terá nascido no Brasil ainda. A partir das 17h15 ela aparece no Recife, a capital brasileira com mais tempo para admirar a fase total, que termina às 18h13 minutos. A parcial, quando a Lua está só um pedaço coberta pela sombra, ocorre até 19h19 e poderá ser vista em todo o país.

Para observar, a melhor saída é ir para um lugar aberto e o mais perto da costa do Brasil possível. Vale checar o horário que nasce a Lua em cada região e ver qual será a janela de tempo para apreciar. Em Curitiba, a lua aparece a partir das 17h47.

Um ponto positivo do eclipse da Lua é que, ao contrário da versão solar, não é necessário um óculos especial para admirar. Vale conseguir um binóculo ou uma luneta. O melhor é ir logo na hora que a Lua nascer na cidade, assim dá para aproveitar a versão de sangue.

Fonte: Bem Paraná

 

As inscrições para o Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2018 foram prorrogadas até as 23h59 desta terça-feira (24). Para se inscrever, é preciso acessar a página do Fies na internet.

Não haverá alteração nas demais datas do cronograma. A divulgação do resultado está mantida para esta sexta-feira (27), de acordo com o ministério.

Nesta edição são 155 mil vagas ofertadas, sendo 50 mil com juro zero.

Segundo o Ministério da Educação, a prorrogação foi feita porque o sistema apresentou falhas e estava ofertando vagas que não existiam. O ministério, então, entrou em contato com os estudantes que haviam feito inscrição em cursos sem vagas ofertadas para que refizessem o processo.

"Para aqueles que não refizeram, o sistema automaticamente cancelou a inscrição e o MEC os comunicou, também via e-mail e SMS. Ainda, para não prejudicar os alunos, o MEC decidiu prorrogar o prazo de inscrição do processo por mais dois dias", diz o ministério em nota.

Segundo o MEC, até a manhã desta segunda-feira (23) já haviam sido concluídas 170.190 inscrições.

Podem participar da seleção, estudantes que fizeram o Enem a partir da edição de 2010 e obtiveram média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).

Para concorrer pela modalidade de financiamento do Fies, é preciso ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos. Já na modalidade P-Fies (quando o agente financeiro é o banco), a renda familiar mensal bruta per capita deve ser de de três a cinco salários mínimos.

Fonte: G1 Globo

O governo decidiu prorrogar o período para saques do abono salarial PIS/Pasep ano-base 2016. O prazo havia terminado no dia 29 de junho. Segundo o Ministério do Trabalho, quase 2 milhões de trabalhadores não sacaram o benefício, o que corresponde a 7,97% do total de pessoas com direito ao recurso.

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) autorizou a prorrogação do período de pagamento do abono salarial. Com isso, os trabalhadores poderão retirar o dinheiro a partir de 26 de julho até 30 de dezembro.

O valor ainda disponível chega a R$ 1,44 bilhão. Este é o terceiro ano consecutivo em que ocorre prorrogação. Segundo o governo, a nova prorrogação atende pedido dos representantes dos trabalhadores no Codefat.

No dia 26 de julho também começará a ser pago o benefício referente ao ano-base 2017. Veja calendário. A estimativa é de que sejam destinados R$ 18,1 bilhões a 23,5 milhões de trabalhadores.

Quem tem direito

Tem direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2016. É preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), ano-base 2016.

Fonte: G1 Globo

 

 

Francisco Gonçalves de 41 anos de idade, sofreu um acidente de trabalho na manhã desta quinta-feira, (19) e chegou a ser socorrido, mas ao dar entrada no Hospital Municipal Padre Palmiro Finato, foi constatado o seu óbito. Conforme detalhes eram por volta das 11hs 30.
Outras informações dao conta que Gonçalves trabalhava no interior do municipio de Tupãssi, cortando árvorves proximo a um aviário e uma arvore acabou caindo e acertando o toráx da vítima. Companheiros de serviço socorreram o homem, mas devido ao forte impacto, morreu na hora.
A Polícia Cívil de Assis Chateaubriand foi comunicada e acompanha a situação.
O corpo de Francisco Gonçalves foi recolhido e levado para o IML de Toledo para os exames de necropsia.

 

 

Foto: Policial Web

 

A maior parte dos brasileiros ainda prefere pagar suas compras com dinheiro, mas o uso dessa forma de pagamento vem caindo nos últimos anos, aponta pesquisa divulgada pelo Banco Central nesta quinta-feira (19).

De acordo com o estudo, 60% dos entrevistados responderam que o dinheiro é a forma de pagamento utilizada com maior frequência. Na pesquisa anterior, divulgada pelo BC em 2013, esse índice era de 78%.

O BC informou ainda que 4% dos entrevistados neste ano disseram que nunca usam dinheiro ou moedas para pagar compras. Em 2013, 100% disseram que o dinheiro era uma das formas utilizadas.

Já o preferência pelo cartão de débito e de crédito aumentou: passou de 9% para 22%, no caso do cartão de débito; e de 12% para 15%, no caso do cartão de crédito.

A pesquisa de 2018 do BC foi feita no mês de abril e ouviu 2 mil pessoas, sendo mil dos entrevistados da população em geral e os outros mil entre funcionários do comércio e de estabelecimentos de serviço que trabalham como caixa.

Valor das compras

O uso de dinheiro, cartão de crédito e cartão de débito varia de acordo com o valor das compras. Naquelas de até R$ 10, 88% dos entrevistados costumam usar dinheiro, 9% cartão de débito e 2% crédito.

Em compras acima de R$ 500, o crédito é a forma mais utilizada (43%). Outros 18% disseram preferir cartão de débito e, 31%, o dinheiro.

Salário

Segundo o chefe adjunto do departamento do meio circulante do BC, Fábio Bollmann, chama a atenção na pesquisa o índice de brasileiros que ainda recebem o salário mensal em dinheiro.

De acordo com o levantamento, 29% dos entrevistados disseram receber o salário em dinheiro. A maioria, 48%, recebe em depósito em conta corrente, poupança ou conta salário. Já 0,4% afirma receber em cheque e 22% disseramnão ter renda.

Na pesquisa anterior, 51% dos entrevistados recebiam o salário em dinheiro e 29% em depósito.

Comércio

No comércio, o dinheiro também é a forma de pagamento mais frequente (52%), seguida pelo cartão de crédito (31%) e pelo cartão de débito (15%).

O uso de cartão de débito foi o que mais cresceu no comércio nos últimos 5 anos. Em 2013 era de 4%.

De acordo com o BC, os pagamentos em dinheiro representam atualmente 50% do faturamento do comércio, contra 55% em 2013.

O cartão de débito aumentou de 14% para 20% sua fatia no fluxo de caixa dos estabelecimentos. Já o uso de cheques diminuiu 2 pontos porcentuais, passando para apenas 1%. As vendas feitas em cartão de crédito ficaram estáveis no período, com 25%.

Notas falsas

Nos últimos 5 anos caiu o número de pessoas que já recebeu notas falsas: passou de 28%, em 2013, para 23%, em 2018.

A pesquisa alerta que, mesmo para notas de maior valor, grande parte da população não verifica se o dinheiro é falso ou verdadeiro.

Segundo o BC, 39% dos entrevistados disseram que nunca verificam se as notas de R$ 50 são falsas e 38% afirmaram não verificar se as notas de R$ 100 que recebem são verdadeiras ou não.

Quando verificam, a marca-d’água é o item de segurança mais conhecido, seguido pelo fio de segurança e pela textura do papel moeda.

No comércio, 47% dos entrevistados disseram que já receberam nota falsa e a textura do papel é o item mais usado para verificar a veracidade da cédula, seguida pela cor.

Entre os comerciantes, o porcentual de pessoas que verificaram se as notas são verdadeiras ou falsas também é maior do que entre a população de forma geral.

Segundo a pesquisa, apenas 12% dos entrevistados afirmaram que nunca verificam se as notas de R$ 50 são verdadeiras ou falsas e apenas 11% deixam de checar as notas de R$ 100.

$1·         BANCO CENTRAL DO BRASIL

O Brasil registrou em 2018 aumento de 194,4% no número de mortes por gripe em relação ao mesmo período de 2017: foram 839 mortes por influenza esse ano, contra 285 mortes no ano anterior. Ambos os períodos consideram dados contabilizados pela Secretaria de Vigilância do Ministério da Saúde até a segunda quinzena de julho.

O número de mortes vai na esteira do aumento do número de casos em 2018. No total, foram 4.680 infecções em todo o país até 16 de julho, contra 1.782 em 2017.

Além dos números, uma diferença entre os dois anos pode ser observada nos tipos e subtipos de vírus que estão sendo a causa das infecções: em 2018, a maioria dos casos (60%) foram provocados pelo subtipo H1N1 do vírus influenza; já em 2017, a maior parte dos casos (73,7%) foi provocada pelo influenza A (H3N2).

O vírus influenza é dividido em tipos, subtipos e linhagens. Todas essas variações correspondem a diferenças encontradas no material genético do vírus. O influenza também sofre mutações muito frequentemente; por isso, a vacina é atualizada todos os anos com novos vírus.

"A gente tem epidemias de diferentes comportamentos a depender da temporada. Mutações do vírus que ocorrem ao acaso ajudam a explicar essa diferença. O ano de 2017 foi uma temporada tímida, com um vírus menos virulento, menos agressivo", diz Renato Kfouri, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

Além da temporada, o especialista explica que três fatores podem contribuir para um maior número de mortes: uma mutação grande do vírus, a não imunização da população mais vulnerável, e o tratamento tardio, que geralmente começa a ser feito após quatro ou cinco dias de infecção no Brasil. "Após esse período, o tratamento vai ter baixa efetividade", diz Kfouri.

Ele destaca que mais efetividade em campanhas de imunização, com maior rapidez em atingir a meta pode contribuir para diminuir o número de mortes. Em 2016, por exemplo, a meta foi atingida em três semanas, diz ele. Agora, foram necessários mais de três meses para vacinar 90% do público-alvo.

"Infelizmente, a maioria das mortes sempre ocorre em pessoas que são candidatas a vacinas gratuitas, como os idosos. Vacinação e tratamento precoce são duas coisas que precisam melhorar de maneira enfática", diz Kfouri.

Em 2018, o H1N1, além do número de casos, o subtipo foi responsável pela maior parte das mortes (67,5%): com 567 óbitos. A pasta também registrou 335 casos e 46 mortes por influenza B em 2018. Já o influenza A não subtipado, foi responsável por 541 casos e 86 óbitos.

Entre os estados, diz o ministério, o maior número de casos em 2018 ocorreu em São Paulo (1.702), Ceará (376), Paraná (432) e Goiás (378).

90% das pessoas em risco foram vacinas em 2018

Com campanha da gripe realizada desde o dia 23 de abril, o Ministério da Saúde informa que conseguiu atingir 90% do público-alvo -- o que indica 51,4 milhões de brasileiros vacinados.

A pasta explica que, embora tenha trabalhado com uma meta de 54,4 milhões inicialmente, distribuiu 60 milhões de doses aos estados. A meta de 90% divulgada agora leva em conta um cálculo matemático que corrige a meta inicial a partir das doses distribuídas.

O Ministério da Saúde informa ainda que a vacinação continua até quando as cidades tiverem estoques de vacina disponíveis.

No entanto, o grupo de gestantes e de crianças (entre seis meses e cinco anos) continuam com cobertura vacinal abaixo do esperado, com 77,8% e 76,5% de vacinados, respectivamente.

Os estados com as taxas mais baixas de vacinação contra a gripe são Roraima, com 67,1%, Rio de Janeiro, com 77,9% e Acre, com 79,1%.

No total, 17 estados atingiram a meta: Goiás (106,7%), Ceará (104,3%), Amapá (100,3%), Distrito Federal (98,2%), Espírito Santo (97%), Pernambuco (96,3%), Tocantins (96,2%), Alagoas (94,7%), Minas Gerais (94,8%), Mato Grosso (94%), Maranhão (94,2%), Paraíba (93,3%), Rio Grande do Norte (92,9%), Sergipe (92,9%), Paraná (92,5%), Piauí (91,6%) e Mato Grosso do Sul (90,9%).

 

Fonte: G1 Globo

 

O presidente Michel Temer editou nesta segunda-feira (16) um decreto para antecipar o pagamento de metade do valor do 13º salário dos aposentados e pensionistas, informou o Palácio do Planalto.

De acordo com a Presidência, o decreto será publicado na edição desta terça (17) do "Diário Oficial da União".

Segundo as estimativas do governo federal, a medida representará a injeção de R$ 21 bilhões na economia.

No passado, Temer editou decreto semelhante, atencipando a primeira parcela do 13º.

O decreto

De acordo com o decreto, a primeira parcela corresponderá a 50% do valor do benefício e será paga no mês de agosto.

A segunda metade, correspondente à diferença entre o valor total do abono anual e o valor da parcela antecipada, será paga em novembro.

Fonte: G1 globo

 

 

O Uruguai sentiu demais a ausência de Cavani, machucado, e não foi páreo para o bom time da França – Suárez mal recebeu a bola. Sem sustos, a seleção francesa venceu por 2 a 0, nesta sexta, em Nizhny Novgorod, classificando-se para as semifinais e eliminando a Celeste Olímpica. Varane(de cabeça) e Griezmann (num frangaço de Lloris) fizeram os gols da França, que pegará o vencedor de Brasil e Bélgica na terça-feira, às 15h, pelas semifinais da Copa do Mundo. Detalhe: eles vão completos para o jogo, já que nenhum dos pendurados (Pavard, Pogba, Giroud e Tolisso) tomou cartão, e Matuidi cumpriu suspensão.

No geral, a França soube controlar bem o jogo, tendo superioridade na posse da bola (chegou a 62%). Mas o clima esquentou em alguns momentos, com divididas mais fortes, principalmente em entradas de uruguaios (que chegaram às quartas como o time de maior Fair Play, com um único cartão amarelo, de Bentancur). A maior preocupação do técnico francês, Didier Deschamps, era não deixar nenhm de seus pendurados receber o segundo amarelo. Conseguiu.

Fonte: G1 Globo Esportes

O município de Assis Chateaubriand vem a público externar o mais profundo pesar pelo falecimento do Secretário de Esportes, Elder Franzoi Coutinho, acontecido hoje, 05 de julho de 2018. 


Através do decreto 404/2018, o prefeito João Aparecido Pegoraro, decreta luto oficial de 3 (três) dias no município, voltando às atividades normais segunda-feira (09). 


Lembrando ainda que alguns serviços essenciais funcionarão em regime de plantão. A coleta de lixo funcionará normalmente e mesmo ocorre na área da Saúde. Já a rede Municipal de Ensino que inclui as Escolas e os Centros Municipais de Educação Infantil retornam as aulas normais também na segunda (09).

 

Elder Coutinho

Empossado como Secretário de Esportes no município de Assis Chateaubriand no dia 21 de julho de 2017, Elder Franzoi Coutinho (29), ex- atleta profissional do time de Voleibol de Maringá e se aposentou para assumir o cargo de secretário no município.

 

Da Assessoria de Imprensa do Município

 

Pagina 1 de 5