Carlos Militão

Carlos Militão

HOSPITAL DO CÂNCER UOPECCAN: Alex Gonçalves, colaborador da Vale Verde FM, fez hoje, 05/04, a entrega de alimentos não perecíveis para o Hospital do Câncer Uopeccan de Cascavel. Agradecemos a Deus por tantos corações generosos que fazem a doação de alimentos nos Estúdios de Jesuítas e de Assis Chateaubriand.

 
Com quatro parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família, o auxílio emergencial começará a ser pago nesta terça-feira (6) a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.
 
Como no ano passado, o benefício será depositado nas contas poupança digitais dos trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), onde poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a quatro semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.
 
Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos no programa social podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês. O auxílio emergencial somente será pago quando o valor for superior ao benefício do Bolsa Família.
 
Cerca de R$ 44 bilhões foram destinados ao auxílio emergencial por meio da promulgação da Emenda Constitucional 109/2021, a chamada PEC Emergencial.
 
A emenda constitucional abriu caminho para que o governo federal ultrapasse o limite do teto de gastos, sem comprometer a meta de resultado fiscal primário e sem afetar a chamada regra de ouro (espécie de teto de endividamento público para financiar gastos correntes).
 
Segundo o Ministério da Cidadania, do valor total estabelecido pelo Congresso Nacional, R$ 23,4 bilhões serão destinados ao público já inscrito em plataformas digitais da Caixa Econômica Federal, R$ 6,5 bilhões para integrantes do Cadastro Único do Governo Federal e R$ 12,7 bilhões para atendidos pelo Bolsa Família.
 
Confira as principais dúvidas sobre a nova rodada do auxílio emergencial
 
1) Qual o valor do auxílio emergencial 2021?
•    Pessoa que mora sozinha: R$ 150
•    Mãe solteira que sustenta a família: R$ 375
•    Demais famílias: R$ 250
 
2) Qual o número de parcelas?
Quatro parcelas mensais de abril a julho
 
3) Quem tem direito a receber o auxílio emergencial em 2021?
Todos os trabalhadores informais, inscritos no CadÚnico e beneficiários do Bolsa Família que já recebiam o auxílio emergencial de R$ 600 ou a extensão do auxílio emergencial de R$ 300 em dezembro de 2020.
 
O beneficiário também deve cumprir as seguintes regras:
•    ter mais de 18 anos (exceto no caso de mães adolescentes de 12 a 17 anos com pelo menos um filho);
•    não ter carteira assinada (vínculo formal ativo);
•    não receber benefício previdenciário, assistencial, trabalhista ou programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família e do abono salarial do PIS/Pasep;
•    não ter renda familiar mensal per capita (renda total dividida pelo número de membros de uma família) acima de meio salário mínimo;
•    não ser membro de família com renda mensal total acima de três salários mínimos;
•    não morar no exterior;
•    não ter recebido, em 2019, rendimentos tributáveis (como salário e aposentadoria) acima de R$ 28.559,70;
•    não possuir patrimônio superior a R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2019;
•    não ter recebido rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil em 2019;
•    não estar preso em regime fechado nem receber auxílio-reclusão;
•    não ter sido incluído, em 2019, como dependente na declaração do Imposto de Renda na condição de cônjuge, filho ou enteado de até 21 anos (caso geral) ou até 24 anos (matriculado em instituição de ensino superior ou de ensino técnico médio, ou companheiro com o qual o contribuinte tenha filho ou com o qual conviva há mais de cinco anos;
•    não ter indicativo de óbito no Sistema Nacional de Informações de Registro Civil (SIRC) ou no Sistema de Controle de Óbitos (Sisobi);
•    não ter CPF vinculado, como instituidor, à concessão de pensão por morte de qualquer natureza;
•    não estar com o auxílio emergencial ou a extensão do auxílio cancelado no momento da avaliação de elegibilidade da nova rodada de 2021;
•    não ter movimentado os valores do auxílio emergencial depositados na conta poupança digital ou na conta de depósito do Bolsa Família ao longo de 2020;
•    não ser estagiário, residente médico, residente multiprofissional ou beneficiário de bolsas de estudo concedidas em nível municipal, estadual ou federal.
 
4) Quais os beneficiários do Bolsa Família que receberão o auxílio?
Os atuais beneficiários do programa social têm direito ao auxílio emergencial, desde que o valor do benefício do Bolsa Família seja menor que a parcela do auxílio.
 
5) Quais são as datas de pagamento?
Como em 2020, a nova rodada do auxílio emergencial será paga com dois calendários distintos: um para o público geral, que segue o mês de nascimento do beneficiário, e outro para o Bolsa Família.
 
6) É possível pedir o auxílio emergencial?
Trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico que não receberam auxílio emergencial em 2020 não podem pedir o benefício em 2021. Será usado o cadastro encerrado em 3 de julho de 2020. O benefício será pago automaticamente a quem estava recebendo o auxílio de R$ 600 ou a extensão de R$ 300 em dezembro do ano passado e que cumpra as regras atuais.
 
7) Como posso saber se vou ser considerado apto a receber o auxílio?
Os trabalhadores podem verificar, desde 2 de abril, se receberão a nova rodada do auxílio emergencial. A consulta pode ser feita no site da Dataprev , estatal responsável por processar o cadastro do benefício, bastando informar nome completo, data de nascimento, CPF e nome da mãe. A verificação também pode ser feita no site auxilio.caixa.gov.br e no telefone 111, da Caixa Econômica Federal.
 
8) Quantas pessoas da mesma família podem receber o auxílio emergencial?
O benefício só será pago a um membro de cada família na nova rodada, contra até duas pessoas da mesma família na rodada anterior. Os critérios de prioridade para decidir quem receberá seguirão a seguinte ordem.
•    mulher provedora de família monoparental (mãe solteira arrimo de família);
•    data de nascimento mais antiga;
•    do sexo feminino, caso haja empate;
•    ordem alfabética do primeiro nome, se necessário, em caso de empate.
 
9) Quem recebe seguro-desemprego, auxílio-doença ou Benefício de Prestação Continuada (BPC) tem direito ao auxílio-emergencial?
Não. O benefício não será pago a quem receba outros benefícios sociais, previdenciários, trabalhista ou transferência de renda, à exceção do Bolsa Família e do abono salarial do PIS/Pasep.
 
10) Quem tem membro da família que receba o BPC pode receber o auxílio emergencial 2021?
O pagamento do auxílio emergencial, nesse caso, dependerá da renda per capita da família. Caso alguém da família receba o BPC, a renda entrará no cálculo. Se o resultado for inferior a meio salário mínimo por pessoa da família e o usuário cumprir os demais critérios, poderá receber o auxílio emergencial.
 
11) Quem teve o auxílio emergencial de R$ 600 ou a extensão de R$ 300 canceladas poderá receber o benefício em 2021?
Não. A legislação veda o acesso ao auxílio emergencial a quem teve o benefício cancelado.
 
12) O CPF precisa estar regularizado?
Sim. O contribuinte precisa estar com o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) em dia para ter direito à nova rodada do auxílio emergencial. A situação também deverá estar regularizada com a Receita Federal.
 
A consulta ao CPF pode ser feita no site da Receita Federal . Caso esteja irregular, o contribuinte deve procurar a Receita Federal, entrando no site, no Centro de Atendimento Virtual da Receita (e-CAC), ou ligando no número 146.
 
13) Beneficiários do Bolsa Família precisam regularizar o CPF?
Não. Os inscritos no Bolsa Família não precisam comprovar a regularidade fiscal, pois usam o Número de Inscrição Social (NIS) para sacar o benefício.
 
14) É preciso atualizar o aplicativo Caixa Tem para receber o benefício?
Desde 14 de março, a Caixa Econômica Federal abriu o aplicativo Caixa Tem para que os beneficiários atualizem os dados cadastrais. O procedimento, no entanto, não é obrigatório. Nenhum beneficiário deixará de receber o auxílio emergencial porque não atualizou as informações.
 
15) O auxílio poderá ser cancelado após o início do pagamento?
Sim. O governo fará um pente-fino permanente nos cadastros para verificar se o beneficiário cumpre os critérios para receber o auxílio. Em caso de irregularidade ou inconsistências nos dados, o auxílio emergencial será cancelado.
Por Wellton Máximo - Repórter da Agência Brasil - Brasília
Edição: Graça Adjuto

A Secretaria de Saúde de Assis Chateaubriand confirmou neste sábado (3), o 56º e o 57º óbito. O primeiro caso é de um homem com 84 anos, sem comorbidades, iniciou sintomas no dia 14/03, relatando febre, tosse, dispneia, mialgia e adinamia. Realizou coleta de pesquisa em laboratório particular no dia 18/03, onde testou positivo para Covid-19. Procurou atendimento hospitalar privado no mesmo dia, onde foi internado. Apresentou piora nos sintomas sendo encaminhado ao Hospital Beneficente Moacir Micheletto, no dia 23/03, onde permaneceu internado até ontem (2) e infelizmente faleceu.
 
O segundo caso é de um homem com 67 anos portador de diabetes, iniciou com sintomas no dia 05/03, relatando febre, tosse, dor de garganta, cefaleia e mialgia. Procurou atendimento no ambulatório Covid-19 no dia 09/03, sem necessidade de internamento hospitalar, coletou exame testando positivo para Covid-19, na mesma data. No dia 13/03 foi internado com piora dos sintomas no Hospital Beneficente, onde permaneceu internado na UTI até a data de ontem (2), quando entrou em óbito.
 
O Município de Assis Chateaubriand lamenta o óbito desta chateaubriandense e transmite os mais sinceros sentimentos de pesar à família e amigos!
 
 
 
Boletim de sábado (3)
 
 
 
2 novos casos de Covid-19 foram confirmados pela Secretaria de Saúde de Assis Chateaubriand, através do novo boletim divulgado com dados deste sábado (3), totalizando agora 2.804 pessoas contaminadas.
 
Destas, 2.459 estão curadas. Entre os resultados positivos estão 2 mulheres com 36 e 46 anos
 
Dos 288 pacientes atualmente em tratamento, moradores de Assis Chateaubriand, 17 estão internados na UTI Hospital Beneficente Moacir Micheletto e outros 5 em enfermaria. Enquanto 266 seguem tratamento domiciliar com determinação da Vigilância Sanitária para que mantenham isolamento social. Eles assinaram o Termo de Notificação e Consentimento, onde são alertados das consequências administrativas e criminais previstas em decreto municipal e no Código Penal Brasileiro, caso sejam flagrados descumprindo o isolamento durante o período estabelecido pelos profissionais de saúde.
 
Ainda conforme o novo boletim há 17 casos suspeitos em investigação e o total de exames com resultados negativos é de 2.646.
 
 
 
Mortes
 
Assis Chateaubriand registrou 57 óbitos por complicações da Covid-19:
 
Mulheres
 
Sendo vinte e cinco mulheres com 71, 79, 37, 88, 57, 78, 77, 68, 81, 75, 42, 49, 66, 69, 72, 57,60, 87, 82, 68, 49, 73, 64, 81 e 65 anos, nos dias 28 de agosto, 4 e 5 de junho, 3 de novembro, 4, 18 e 30 de dezembro, 2 ,16, 28 de janeiro, 27 de fevereiro e dois óbitos no dia 11/03, 14, 16, 17 e dois óbitos no dia 18, dois óbitos no dia 19, 24, 27, três no dia 31 de março e em 1 de abril de 2021.
 
Homens
 
Trinta e dois homens de 64, 67, 75, 73, 77, 85, 73, 74, 69, 70, dois com 79, 80, 67, 82, 74, 82, 80,78, 41, 47, 28, 53, 36, 79, 80, 93,54 57, 64, 84 e 67 anos, ocorridos nos dias 15, 19 e 26 de dezembro, 25 e 12 de setembro e 13, 14 de julho, 2, 5, 6, 7 ,10, 21, 26, 31 de janeiro, 8 e 12 de fevereiro, 2, 4 ,5, 19 e dois no dia 20 e outros dois confirmados no dia 25 e um no dia 26, um no dia 27, outro no dia 28, 29 de março e outros dois no dia 2 de abril.

 
Entram em vigor no dia 12 de abril as alterações promovidas no Código Brasileiro de Trânsito. As mudanças foram sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro em outubro do ano passado, quando ficou definido que a vigência passaria a ocorrer 180 dias após a sanção. 
 
A partir de agora, os motoristas devem ficar atentos aos novos prazos de renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ao número de pontos que podem gerar a suspensão de dirigir e à punição de quem causar uma morte ao conduzir o veículo após ter ingerido bebida alcoólica ou ter usado drogas. 
 
Os exames de aptidão física e mental para renovação da CNH não serão mais realizados a cada cinco anos. A partir de agora, a validade será de dez anos para motoristas com idade inferior a 50 anos; cinco anos para motoristas com idade igual ou superior a 50 anos e inferior a 70 e três anos para motoristas com idade igual ou superior a 70 anos. 
 
Haverá mudanças também na quantidade de pontos que podem levar à suspensão da carteira. Atualmente, o motorista que atinge 20 pontos durante o período de 12 meses pode ter a carteira suspensa. Agora, a suspensão ocorrerá de forma escalonada. O condutor terá a habilitação suspensa com 20 pontos (se tiver duas ou mais infrações gravíssimas na carteira); 30 pontos (uma infração gravíssima na pontuação); 40 pontos (nenhuma infração gravíssima na pontuação). 
 
As novas regras proíbem que condutores condenados por  homicídio culposo ou lesão corporal sob efeito de álcool ou outro psicoativo tenham pena de prisão convertida em  alternativas. 
 
Cadeirinhas 
O uso de cadeirinhas no banco traseiro passa a ser obrigatório para crianças com idade inferior a dez anos que não tenham atingido 1,45 m de altura. Pela regra antiga, somente a idade da criança era levada em conta.
 
Recall
Nos casos de chamamentos pelas montadoras para correção de defeitos em veículos (recall), o automóvel somente será licenciado após a comprovação de que houve atendimento das campanhas de reparo. 
Por Agência Brasil - Brasília
Edição: Graça Adjuto

A Secretaria de Saúde de Assis Chateaubriand recebeu no dia 01/04, 2070 doses de vacinas, as quais em sua grande maioria serão utilizadas para aplicar a segunda dose.
 
-170 serão para trabalhadores de saúde, para a segunda dose da Coronavac.
 
-880 doses para idosos com idade entre 75 a 79 anos.
 
-1.020 doses para idosos com idade entre 70 a 75 anos.
 
-93 doses para trabalhadores de saúde, para a segunda dose da vacina astraZeneca.
 
Para a vacinação de primeira dose, o município recebeu poucos imunizantes e por isso deve iniciar a vacinação na força de segurança, como determina a Secretaria de Estado da Saúde. E assim que novas doses forem liberadas para o município será então retomada a vacinação em idosos com 66 anos. Esta faixa etária já foi iniciada no município, mas não encerrada. Então quando novas doses chegarem para primeira dose os idosos com 66 anos continuarão a ser imunizados.
 
Segundo o Secretário de Saúde, Fabio Fantin Camilo, a orientação neste momento é que os familiares e até mesmo os idosos acima de 80 anos fiquem atentos para a vacinação da segunda dose. “É extremamente necessário ficar atento a data da carteirinha de vacinação para a segunda dose, e nesta próxima semana a partir do dia 5 de abril, muitos idosos acima de 80 deverão receber a segunda dose e é importante não perder a data. Nesta segunda-feira (5), estaremos com as equipes no mesmo local no Centro de Convenções da Prefeitura (Auditório Municipal), e também em sistema de drive-thru, em frente à rampa de acesso à entrada”, destacou Fábio.
 

 
Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.358 da Mega-Sena, realizado nesse sábado (3) à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Os números sorteados foram 05 - 09 - 11 - 16 - 43 - 57. O próximo concurso, na terça-feira (6), deve pagar R$ 8 milhões.
 
A quina teve 66 ganhadores e cada um receberá R$ 23.700,03. A quadra teve 3.627 acertadores e pagará o prêmio individual de R$ R$ 616,09.
 
As apostas podem ser feitas até as 19h do dia do sorteio nas lotéricas de todo o país ou pela internet, no site da Caixa. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.
Por Agência Brasil - Brasília

A Secretaria de Saúde de Assis Chateaubriand confirmou nesta sexta-feira (2), o 55º óbito por complicações do Covid-19. Trata-se de uma mulher com 65 anos, sem comorbidades. Iniciou sintomas no dia 20/03, apresentando fraqueza, cefaleia, mialgia, perda de olfato e paladar e dispneia. Coletou exame de Covid-19, na rede   particular no dia 23/03, testando positivo. Procurou atendimento hospitalar devido à piora nos sintomas em 28/03, onde permaneceu internada na UTI até a data de ontem dia 01/04, aonde veio a óbito. 
O Município de Assis Chateaubriand lamenta o óbito desta chateaubriandense e transmite os mais sinceros sentimentos de pesar à família e amigos!
26 novos casos de Covid-19
Vinte e seis novos casos de Covid-19 foram confirmados pela Secretaria de Saúde de Assis Chateaubriand, através do novo boletim divulgado com dados desta sexta-feira (2), totalizando agora 2.802 pessoas contaminadas. 
Destas, 2.458 estão curadas. Entre os resultados positivos estão 12 mulheres (entre 2 a 53 anos) e 13 homens, (entre 2 a 54 anos)
Dos 289 pacientes atualmente em tratamento, moradores de Assis Chateaubriand, 17 estão internados na UTI Hospital Beneficente Moacir Micheletto e outros 7 em enfermaria. Enquanto 265 seguem tratamento domiciliar com determinação da Vigilância Sanitária para que mantenham isolamento social. Eles assinaram o Termo de Notificação e Consentimento, onde são alertados das consequências administrativas e criminais previstas em decreto municipal e no Código Penal Brasileiro, caso sejam flagrados descumprindo o isolamento durante o período estabelecido pelos profissionais de saúde.
Ainda conforme o novo boletim há 16 casos suspeitos em investigação e o total de exames com resultados negativos é de 2.640. 
Mortes 
Assis Chateaubriand registrou 55 óbitos por complicações da Covid-19:
Mulheres
Sendo vinte e cinco mulheres com 71, 79, 37, 88, 57, 78, 77, 68, 81, 75, 42, 49, 66, 69, 72, 57,60, 87, 82, 68, 49, 73, 64, 81 e 65 anos, nos dias 28 de agosto, 4 e 5 de junho, 3 de novembro, 4, 18 e 30 de dezembro, 2 ,16, 28 de janeiro, 27 de fevereiro e dois óbitos no dia 11/03, 14, 16, 17 e dois óbitos no dia 18, dois óbitos no dia 19, 24, 27, três no dia 31 de março e em 1 de abril de 2021. 
Homens
Trinta homens de 64, 67, 75, 73, 77, 85, 73, 74, 69, 70, dois com 79, 80, 67, 82, 74, 82, 80,78, 41, 47, 28, 53, 36, 79, 80, 93,54 57 e 64 anos, ocorridos nos dias 15, 19 e 26 de dezembro, 25 e 12 de setembro e 13, 14 de julho, 2, 5, 6, 7 ,10, 21, 26, 31 de janeiro, 8 e 12 de fevereiro, 2, 4 ,5, 19 e dois no dia 20 e outros dois confirmados no dia 25 e um no dia 26, um no dia 27, outro no dia 28 e 29 de março.

 
Trabalhadores poderão saber se foram incluídos no auxílio emergencial 2021 a partir de hoje (2). Inicialmente prometida para ontem (1º), a consulta teve de ser adiada “em função da necessidade de alinhamento dos canais de atendimento dos três órgãos diretamente envolvidos no programa - o Ministério da Cidadania, a Dataprev e a Caixa”, explicou a Dataprev, em nota.
 
Consulta
A consulta poderá ser feita pelo Portal de Consultas da Dataprev. Para isso, o cidadão deverá informar CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.
 
Quem já recebe o Bolsa Família e inscritos no CadÚnico não estarão na lista da Dataprev já que, nesses casos, as parcelas serão depositadas automaticamente - desde que o beneficiário se encaixe nos critérios de elegibilidade do auxílio.
 
Depósitos
Segundo calendário divulgado pela Caixa, os pagamentos começam no dia 6 de abril para os trabalhadores que fazem parte do Cadastro Único e para os que se inscreveram por meio do site e do aplicativo Caixa Tem. Os depósitos serão feitos na conta poupança digital da Caixa, acessada pelo aplicativo Caixa Tem. O beneficiário do auxílio emergencial terá direito, primeiramente, à movimentação digital e, posteriormente, aos saques.
 
Para os beneficiários do Bolsa Família, os pagamentos começam em 16 de abril e seguirão o calendário de pagamento do benefício.
 
Números
Em 2021, serão pagos R$ 43 bilhões a 45,6 milhões de brasileiros que atendem aos requisitos exigidos. Do montante, R$ 23,4 bilhões serão destinados ao público já inscrito em plataformas digitais da Caixa (28,6 milhões de beneficiários), R$ 6,5 bilhões para integrantes do Cadastro Único do Governo Federal (6,3 milhões) e mais R$ 12,7 bilhões para atendidos pelo Programa Bolsa Família (10,6 milhões).
 
Critérios
Para conceder as quatro parcelas do auxílio emergencial este ano o governo definiu novas faixas de pagamento:
 
- Mulheres chefes de família: R$ 375
 
- Famílias com duas ou mais pessoas, exceto aquelas com mães chefes de família: R$ 250
 
- Auxílio para pessoas que moram sozinhas: R$ 150
 
Podem receber
- Famílias com renda per capita de até meio salário mínimo (R$ 550) e renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300);
 
- Público do Bolsa Família poderá escolher o valor mais vantajoso entre os benefícios e receber somente um deles.
 
- Trabalhadores informais;
 
- Desempregados;
 
- Microempreendedor Individual (MEI).
 
Não podem receber o auxílio
- Trabalhadores com carteira assinada e servidores públicos;
 
- Pessoas que não movimentaram os valores do auxílio emergencial e sua extensão em 2020;
 
- Quem estiver com o auxílio do ano passado cancelado;
 
- Cidadãos que recebem benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista ou de programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família e do PIS/Pasep;
 
- Médicos e multiprofissionais;
 
- Beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares;
 
- Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ou tinha, em 31 de dezembro daquele ano, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
 
- Cidadãos com menos de 18 anos, exceto mães adolescentes.
 
- Quem estiver no sistema carcerário em regime fechado ou tenha seu CPF vinculado, como instituidor, à concessão de auxílio-reclusão.
 
 
 
 Por Wellton Máximo* - Repórter da Agência Brasil - Brasília
* Colaborou Karine Melo
Edição: Graça Adjuto

Oito novos casos de Covid-19 foram confirmados pela Secretaria de Saúde de Assis Chateaubriand, através do novo boletim divulgado com dados desta quinta-feira (1), totalizando agora 2.777 pessoas contaminadas.
Destas, 2.458 estão curadas. Entre os resultados positivos estão 4 mulheres (entre 34 a 57 anos) e 4 homens, (entre 33 a 51 anos)
Dos 265 pacientes atualmente em tratamento, moradores de Assis Chateaubriand, 18 estão internados na UTI Hospital Beneficente Moacir Micheletto e outros 7 em enfermaria. Enquanto 240 seguem tratamento domiciliar com determinação da Vigilância Sanitária para que mantenham isolamento social. Eles assinaram o Termo de Notificação e Consentimento, onde são alertados das consequências administrativas e criminais previstas em decreto municipal e no Código Penal Brasileiro, caso sejam flagrados descumprindo o isolamento durante o período estabelecido pelos profissionais de saúde.
Ainda conforme o novo boletim há 48 casos suspeitos em investigação e o total de exames com resultados negativos é de 2.625.
Mortes
Assis Chateaubriand registrou 54 óbitos por complicações da Covid-19,
Mulheres
Sendo vinte e quatro mulheres com 71, 79, 37, 88, 57, 78, 77, 68, 81, 75, 42, 49, 66, 69, 72, 57,60, 87, 82, 68, 49, 73, 64 e 81 anos, nos dias 28 de agosto, 4 e 5 de junho, 3 de novembro, 4, 18 e 30 de dezembro, 2 ,16, 28 de janeiro, 27 de fevereiro e dois óbitos no dia 11/03, 14, 16, 17 e dois óbitos no dia 18, dois óbitos no dia 19, 24, 27 e três no dia 31 de março de 2021.
Homens
Trinta homens de 64, 67, 75, 73, 77, 85, 73, 74, 69, 70, dois com 79, 80, 67, 82, 74, 82, 80,78, 41, 47, 28, 53, 36, 79, 80, 93,54 57 e 64 anos, ocorridos nos dias 15, 19 e 26 de dezembro, 25 e 12 de setembro e 13, 14 de julho, 2, 5, 6, 7 ,10, 21, 26, 31 de janeiro, 8 e 12 de fevereiro, 2, 4 ,5, 19 e dois no dia 20 e outros dois confirmados no dia 25 e um no dia 26, um no dia 27, outro no dia 28 e 29 de março.

 
Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.357 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (31) no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.
 
De acordo com a estimativa da Caixa, o prêmio acumulado para o próximo sorteio, no sábado (3), é de R$ 6 milhões. As dezenas sorteadas foram: 19 - 28 - 30 - 34 - 40 - 51.
 
A quina registrou 18 apostas ganhadoras. Cada uma vai pagar R$ 81.867,39. A quadra teve 1.287 apostas vencedoras. Cada apostador receberá R$ 1.635,71.
 
As apostas para o concurso 2.358 podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo país ou pela internet. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.
Por Agência Brasil - Brasília
Edição: Fábio Massalli